«Bonjour, comment allez-vous?» Vocês lembram? Era o titulo de minha primeira Crônica de Rua alguns meses atras. Lembram também que, na outra crônica, falei dos cursos de francês eu faço pelo Futebol de Rua? Então hoje vamos falar francês! Não, quis dizer, vamos falar desses cursos de francês... Ensino hà tres meses agora e eu adoro. Deixe-me contar tudo isso...

Tudo começou no ultimo mês de fevereiro. Voltei em Curitiba depois de uma longa e linda viagem no Nordeste. E ai que me-perguntaram: «Quer ensinar francês?» Surpresa. Silencio. Interrogação. Duvida. Eu? Ensinar? Como dizer... Tà, eu tenho o dominio do francês, naturalmente, eu acho. Mas ensinar é um trabalho, um universo que não conheço. Na França, sou jornalista, não professor. E vocês não me conhecem: sou muito timido e falta confiança em mim... Tentei dizer que, durante minha viagem no Nordeste, eu prometi atraversar o Sertão a pé ou o rio Amazonas nadando...

No mesmo tempo, como dizer não? Ensinar francês é uma linda ideia. O Futebol de Rua é uma associação otima, com pessoas que gastam, sem contar, o tempo e a energia deles. Eu disse sim. Depois, foi so alegria. As aulas estão em uma escola de São José dos Pinhais. Descobri um grupo de quinze à vinte alunos, com sete até treze anos de idade, que chegaram là um pouco por curiosidade talvez, mas agora bem motivados para aprender minha lingua.

Não fui sozinho para esse trabalho de professor. A Prof. Gleice, mundialmente conhecida desde que eu escrevi uma Crônica de Rua com ela, me ajudou bastante, assim como a Juliana, voluntaria comigo no Futebol de Rua e quem fala um pouco francês. Contatei também a Aliança Francesa de Curitiba, encontrei o Bertrand, o diretor, e a Sandra, uma professora. Eles me deram conselhos muito bons. Aproveito essa crônica para agradecer-los.

 

Em tres meses, meus aluninhos aprenderam as palavras basicas do francês (bonjour, merci, oui, non...), os verbos «ser», «ter», «ir», mas também as cores, os animais, as pessoas de uma familia, os numeros, as partes do corpo humano, as frutas, os legumes...

Eu, também descobri muitas coisas. Eu percebi que gosto de ensinar o francês. Adorei preparer cada aula, achar ideias, pesquisar imagens, videos, brincadeiras, exercicios... Levei os alunos para visitar a Aliança Francesa. E hoje consigo (quase) ensinar sozinho. Adoro o Brasil e meu sonho é ficar aqui. Então penso que se posso ensinar em Curitiba... Atraversar o Sertão a pé ou o rio Amazonas nadando, pode esperar...

 

Olivier

Voluntário no Futebol de Rua

Hoje falamos francês!!!

  Patrocínio  

  Apoio  

  Apoio institucional  

  Parceiros públicos  

  Incentivo  

  Rede parceira  

Ligue

(41) 3042 2261 / (41) 3051 6878

Endereço

Rua: Antônio Moreira Lopes, 190 - Cajuru, Curitiba - PR, 82980-100, Brasil

Entre em contato

contato@futebolderua.org