Campanha Virando o jogo tem números expressivos




A campanha solidária Virando o Jogo, lançada pelo Instituto Futebol de Rua no mês de abril, já alcançou números bem expressivos neste primeiro semestre.


De abril até novembro, foram 35 ações, com oito toneladas de alimentos, 2000 itens de higiene pessoal, 1110 sopas e lanches e 1300 litros de leite distribuídos, impactando mais de sete mil pessoas. Também realizamos, em parceria com a CUFA, a entrega de 200 chips de telefone.



“É gratificante vermos a transformação que o esporte pode gerar na vida das pessoas. Esse sempre foi o lema do Instituto, mas, em tempos como esse, vemos ainda mais a força que temos para ajudar o outro”, conta criador do Instituto Futebol de Rua, Alceu Neto.


Além da arrecadação de materiais de limpeza, higiene e alimentos para a montagem de kits, o Instituto Futebol de Rua, em parceria com a Rede Esporte pela Mudança Social (Rems), irá atender 914 famílias com cartões alimentação.


Apesar desses números, segundo estudo realizado pela ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos), houve uma queda nas doações para ONGS, no mês de junho, de 88% em relação à média dos dois meses anteriores,

que foi sentida pelo Instituto Futebol de Rua.


“Contamos com o apoio de diversos jogadores de futebol e personalidades do esporte para divulgar essa ação, mas, com o passar dos meses, as doações foram diminuindo e chegamos a passar semanas sem contribuições. Isso afeta diretamente o trabalho do Instituto, pois temos uma lista de famílias que contam com o nosso apoio para superar esse momento”, explica Alceu Natal Neto.